sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Sete Saias - Enquanto as respostas não vêm


 Áudio

Enquanto as respostas não vêm.

Eu fui como vocês. Eu me sinto, ainda um pouco, como vocês.

Durante muito tempo esperei respostas que não vieram na minha vida. Busquei essas respostas fazendo perguntas para pessoas.

Quando eu era jovem, eu buscava aquelas mulheres que liam as cartas. E todas as que eu pude, eu trouxe para a minha casa – ofereci da minha comida, ofereci da bebida.

Paguei para que lessem para mim o meu destino. Paguei para que dissessem pra mim o que iria acontecer. Paguei para que dissessem pra mim qual seria o meu caminho.

Algumas delas, eu me senti acolhida e apoiada. E outras, eu fiquei muito triste e aborrecida, porque não disseram aquilo que eu queria ouvir.

Como eu era uma mulher muito apaixonada, eu queria que elas dissessem pra mim, que as coisas que eu queria; todas as coisas iriam dar certo. Que o amor que eu estava vivendo era eterno; que naqueles braços eu teria o apoio, o consolo, a necessidade resolvida.

E em algumas delas, eu senti como se fossem minhas mães, amigas, companheiras da jornada. Eu dei roupas, jóias e não apenas comida. Porque, eu achava que se eu criasse uma conexão, com aquelas pessoas e com a magia que elas sabiam fazer – ou diziam que saber fazer – eu estaria mais próxima de alcançar os meus objetivos. Eu estaria mais próxima de ser feliz, de conquistar o homem amado, a posição que eu queria.

Eu fui refém dos Oráculos. Eu fui refém das pessoas. Porque, eu não queria o meu poder, eu queria que alguém me respondesse.

Eu não sabia que eu tinha direito ao meu poder. Eu não sabia que eu tinha responsabilidades sobre o meu crescimento. Eu queria que as pessoas me dissessem como e quando fazer. Eu queria que as pessoas tivessem as respostas para as minhas atitudes.

Eu não entendia que eu colhia exatamente o que estava semeando. Eu não entendia que existia uma Lei de Causa e Efeito. Eu não enxergava e não queria enxergar, o meu poder e a minha responsabilidade em cada situação pela qual eu enfrentei.

Eu não gostava da escuridão – porque ninguém gosta da escuridão.
Eu não gostava do sofrimento – porque aquilo não me fazia bem. 
Mas, ao mesmo tempo, eu achava que era assim que tinha que ser – que era esse o limite. Que talvez eu não merecesse mesmo, mais amor, mais aconchego, mais carinho.

Que talvez eu não tivesse o merecimento de ter ao meu lado, um companheiro que me respeitasse, uma vida que fosse boa. Eu achava que era aquilo que eu tinha que ter.

E, ao mesmo tempo, o meu coração ansiava por felicidade – por ser amada, por se querida, por ser respeitada. Mas, eu via o destino, eu via a vida, como algo muito distante do meu Ser.

Era como se eu olhasse para a minha frente e visse uma longa estrada, sob a qual eu não tinha nenhum domínio. E eu me sentia muito sozinha nesse caminhar, muito impotente e muito triste. Eu olhava para frente e via uma névoa, sem conseguir dizer ou imaginar como seria o meu destino.

E me alimentava de sonhos: sonho de um grande amor, sonho de um companheiro, sonho de uma família perfeita, de felicidade – aquilo que todos querem. Mas, eu não entendia que eu participava ativamente da criação ou da destruição, desse vir a ser.

Durante muito tempo da minha vida eu andei com os olhos cobertos. Durante muito tempo, eu não soube para onde andar. E ansiando pelo Futuro, eu me esquecia do presente, das coisas pequenas, das pessoas que estavam a minha volta... E de melhorar, de alguma forma que fosse – a minha forma de viver.

Eu cuidava muito da minha aparência, porque eu era muito jovem, muito linda e muito vaidosa. Mas, eu não cuidava das minhas palavras. Eu não cuidava do meu olhar, nem do meu sorriso.

Então, eu falava o que queria. Eu me dava o direito de ficar com raiva, de ser insolente, de magoar as pessoas – porque isso era tão pouco importante, já que eu sofria tanto. Se eu sofria tanto... Por que eu tinha que poupar os outros da minha dor e do meu sofrimento? Eu era egoísta e não sabia.

E aí, eu buscava pessoas que resolvessem o meu problema. Eu não sabia que eu tinha que evoluir para resolver os meus problemas. Eu não entendia que eu tinha que agir bem comigo e com o pequeno mundo a minha volta, para que os próximos passos e a próxima curva na estrada, pudesse me trazer conforto.

Eu vivi presa em mim mesma – buscando o meu salvador. 
Foram anos e foram vidas, com o mesmo script, com o mesmo jeito de viver, com as mesmas dores, com as mesmas buscas e com o mesmo sofrimento.

E é por isso que eu conto a minha história para vocês. É por isso que eu compartilho a minha caminhada. Porque Eu Sou uma Guardiã. E a minha função é resgatar as pessoas, que ainda vivem nesta escuridão.


Quero dizer a elas e a vocês, que a resposta não está no outro.
O outro pode ajudar você ascendendo a luz de um quarto, mas, quem verá a verdade, quem escolherá o caminho e se responsabilizará por essa escolha, será você.

Nós não estamos sós no nosso caminho, mas, devemos ter consciência desse Eu e amor por esse Eu. E não ter medo de errar quando assumimos o nosso compromisso.


Minhas almas amigas, minhas companheiras. Nós estamos aqui para ajudar, para dizer que a evolução é possível. Para dizer que quando vocês caminham; aqueles amos e amigas – que estão na mesma vibração – se elevam com vocês.

Vamos em Grupos. Trabalhamos em Grupos.

Nunca menosprezem os seus passos. E não esperem de fora as respostas que estão dentro.

A serviço da Evolução e da minha Amada Irmã. Eu Sou Sete Saias e trago a vocês o meu carinho, respeito e amor.
Estamos juntos na evolução. Todos a serviço do Um Só, que é Deus.

Meu respeito a vocês. Paz.
______________________________________

*O texto de transcrição do áudio foi levemente editado 
para uma melhor leitura.


sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

Arcanjo Gabriel - O Karma é a sua missão



 Áudio

O Karma é a sua missão.

Muitos pedem a libertação do karma, como se o karma fosse um lixo – uma energia mal qualificada, associação com pessoas que você não deseja mais, relações falidas, falta de amor, falta de compreensão, fracassos – mas, o karma não é isso.

O Karma: são as relações que você liga, que você ativa com o mundo a sua volta. O karma é também a sua missão, portanto, uma grande benção.

Não há como fugir do karma, nem viver sem o karma. Porque o karma é uma energia – uma vibração, uma força, uma luz – antes de ser uma Lei.

Pensem no Mundo, na vida como vibrações, muitas vibrações.
Em alguns momentos, essas vibrações, essas questões kármicas, esses encontros, essas pessoas, podem causar em você: desassossego; aflições; impossibilidades; dores; raivas; medos.

Pode ser que essas relações deixem você com culpa, ou se sentindo aflito, ou se sentindo penalizado, ou vitimizado. Mas, isso só mostra aquilo que você precisa aprender, aquilo que você pode aprender.

Quando realizando o Ritual de Queima do Karma, estamos trabalhando em libertações dessas ondas, libertações desse sofrimento. Para que você se conecte numa oitava acima e tenha energia, consciência, amor, clareza mental, sabedoria, para lidar para lidar com as situações da vida – para lidar com a sua missão.

Você encarnou para encontrar essas pessoas. Você encarnou com a missão de lidar com elas. Você encarnou com o compromisso de vencer aspectos complicados da sua própria personalidade.

E essa não é uma missão ruim – é uma Boa Missão. E o tempo todo que vocês pedem a nossa ajuda – estamos aqui para ajudar. O tempo todo que vocês buscam a nossa cooperação – estamos aqui para cooperar.

E cada vez que vocês vencem uma etapa do aprendizado kármico – nós estamos aqui, juntos de vocês, para ficarmos felizes... Para agradecermos, para honrar á Deus, para louvar a Deus e agradecer.

Eu Sou Gabriel e trabalho na hierarquia da Chama Branca, nas vibrações de Cura e Libertação do Karma. E aqui estou, intercedendo por todos vocês, que buscam a Elevação da Consciência e a Ascensão.

As situações podem continuar acontecendo na vida de vocês. Às vezes, situações difíceis. Mas, quando vocês estão purificados, aliviados e amorosamente conectados, vocês não vão mais ranger os dentes, brigar, bater ou apanhar.

Vencer o Karma é a missão de cada um de vocês. E é uma grande força – não é apenas a resignação de aceitar aquilo que vocês têm – é compreender, transformar, aliviar e cuidar para que o Amor seja maior do que qualquer desejo inferior.

Recebam as nossas Bênçãos e a nossa Luz. E levem com vocês a energia da Expansão e da Libertação.

Sigam na Luz e tenham em Paz.


______________________________________

*O texto de transcrição do áudio foi levemente editado para uma melhor leitura.


sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

Mestres da Chama Violeta - Quanto sofrimento em busca de certezas



 Áudio

Quanto sofrimento em busca de certezas.

Meus amados, não busquem a certeza. Todo caminho é feito de passos incertos – porque o futuro se cria aos seus pés.

Onde você colocar o pé hoje, já está semeando o seu amanhã. Pare de sofrer em busca de certezas. Não existe nenhuma ação totalmente correta, não existe nenhuma ação completamente em vão.

Ações perdidas, erradas, aparentemente equivocadas e que provocam dor; podem ser em alguns momentos, a ação mais correta que você pode tomar.

E ações muito perfeitas – sem magoar ninguém, com tudo certo – podem ser as ações mais erradas que alguém pode tomar. Não há certezas.

A Chama Violeta a qual eu pertenço é a chama da incerteza. A vida espiritual é um profundo movimento de despego. A Transmutação acontece pelo desapego.

Para que um karma seja transmutado, para que um avanço possa acontecer; é preciso que haja o desprendimento – e o desprendimento é uma incerteza, a vida humana é uma incerteza.

Vocês não sabem quanto tempo irão permanecer na Terra. Podem, vagamente, se lembrar da sua infância. E, naturalmente, não tem nenhuma visão da sua velhice ou do seu desencarne – porque assim deve ser.

Você, eu, e todos os seres que vivem: devem viver o momento presente como um grande presente, como um extenso momento.

E cada vez que você busca certezas: você se afasta da sua fé, você se afasta da sua força, você se perde – tentando encontrar o chão.


Caminhem. Façam o que deve que ser feito. E não tenham tantos medos de errar. O orgulho atrapalha a caminhada do Homem – o orgulho faz com que vocês, todos os dias, busquem a infeliz certeza.

E, quanto mais vocês buscam a infeliz certeza, mais infelizes se tornam – porque não encontram nada.

Alguém pode hoje, ter uma pomposa conta no Banco e amanhã não ter nada. E o inverso também vale; hoje alguém pode se sentir empobrecido e amanhã se sentir com todas as possibilidades.

E o que geri esse Mundo? O que possibilita a mudança? A incerteza.

Talvez, o pensamento de alguns dissesse assim: “Se eu tivesse nascido de um pai rico – que hoje me desse toda a estabilidade que eu preciso – eu seria feliz!”
Nós questionamos: – Será? Existe esse tipo de felicidade?

Quantas e quantas histórias; de vencimento, de crescimento, de luta, de aprendizado, vem de um nascimento pobre. Quantas e quantas pessoas – por conta de não terem condições – vão em busca dessas condições.

Olhem para as suas vidas. Vocês mão nasceram como estão agora, vocês não vivem na casa que vivem hoje, desde que nasceram. E isso... Esta, é uma constatação muito feliz, porque mostra o movimento da vida, mostra que vocês estão em transformação.

A Chama Violeta atua em todos os momentos na vida de vocês – não é apenas na hora que vocês fazem a conexão espiritual. A Chama Violeta acontece no sangue de vocês, através do Ar, através da Energia Sutil dos pensamentos.


Pensamentos que geram ideias. Ideias que geram conexões. Conexões que aproximam e afastam pessoas de suas vidas.

Não queiram impedir o Fluxo Universal. E o fluxo universal é o fluxo das mudanças; é o fluxo das incertezas.

Através das incertezas, pessoas novas vêm pra vida de vocês e trazem, para vida de vocês, novos aprendizados.

Através das incertezas, vocês vão para a vida de alguém. E oferecem a essas pessoas, aquilo que sabem: Troca; Movimento; ondas que vem e que vão.

É assim a vida – a espiritualidade é viva, é ativa, é forte e domina qualquer desejo – daqueles que querem dominar.

Aprendam com a vida e se soltem, vivendo a cada dia, o aprendizado que lhes cabe. E soltem o coração, façam do amor a sua única certeza.


O amor por você em primeiro lugar. Porque, só se amando, se respeitando, enxergando a sua luz; você poderá oferecer isso aos outros. Sem o amor, que brota em você para você, você não será capaz de amar ninguém.

Não queiram mais as regras – amem a Chama Violeta. E compreendam a beleza profunda dessa Chama, das incertezas.

Em sintonia com esta Luz, Eu Sou Mestra Pórtia e abençoo vocês, amo vocês. E faço do meu Amor uma grande certeza.

Um servir – Um amar – e Um caminhar.
Estamos todos juntos, porque Somos Todos Um.

A evolução de vocês é a nossa missão, o nosso desejo e o nosso trabalho. E a nossa presença, pode ser na vida de cada um – no meio das incertezas da caminhada da vida – uma grande certeza.

Recebam as nossas bênçãos e a nossa luz. E sigam em paz.
________________________________


 Áudio

Amados sejam. Amados, aqui estou.

As regras podem ser quebradas, desde que você faça com consciência e amor, profundamente ligado ao seu Eu Sou. Não existe nenhum código que oprima o Homem ou a sua evolução.

Nós nos manifestamos nos grupos – trazemos a nossa palavra, falamos a sua consciência superior – Vocês são livres. O Karma é uma das manifestações da Lei nesta Terra, mas, nada há maior ou melhor que a Lei do Amor.

A incerteza deve ser amada, aceita com todas as forças do coração, como algo profundamente bom e iluminado.

Na certeza humana, existe a vítima e existe o algoz. Existe o karma e existe o profundo compromisso; com o cumprimento deste karma – com as penúrias, com os venenos, com as dores e com o prolongado passar do tempo.

Porém, na conexão profunda deste amor, há a libertação, há a renovação da vida e a transformação – pelo acesso e a entrega à Chama Violeta.

A Chama Violeta não deve ser apenas imaginada ou visualizada. Ela deve ser sentida, amada, acolhida. Com todo o tumulto que ela causa – o tumulto da transformação.

Transmutar o karma é se jogar na incerteza. É não esperar que o solo seja fértil – é acreditar na semente.

Amados sejam. Amados se abram. Amados evoluam e acessem o Novo Plano de Consciência.

Eu Sou Saint Germain – Amor e Paz.

_________________________________________________

*O texto de transcrição do áudio foi levemente editado para uma melhor leitura.