Mestra Pórtia - A escolha pela simplicidade



Áudio

A escolha pela simplicidade.
As pessoas buscam a beleza do mundo, a harmonia dos relacionamentos, a felicidade no amor, os encontros, a paz. 

E nós queremos dizer a vocês, meus amados, escolham a simplicidade. A simplicidade permite que a vida de vocês seja infinitamente mais fácil e mais feliz. E não falo aqui apenas da simplicidade do despojamento dos bens materiais.

Porque, uma linda sala, uma linda casa, pode ser ainda mais linda, ainda mais agradável, ainda mais confortável, se ela for simples. O excesso dos móveis, assim como o excesso dos pensamentos, dos desejos e dos adereços, torna a vida extremamente complicada, confusa... 

Para vocês, que são donas de casa, sabem o que eu estou dizendo.
Uma casa com muitos utensílios, com muitos móveis, com muitos adereços, com muitos luxos, é cheia de coisas supérfluas que apenas dão trabalho para manter.

Aqueles que conseguem ter os olhos simples conseguem, também, ver a beleza naquilo que se apresenta. Transformar algo que talvez sozinho não tenha graça, numa obra de arte, só acontece através das mãos e da sensibilidade de um artista.

Então não é tão fácil assim ser simples, mas é muito fácil simplificar. Comecem abrindo mão dos desejos insanos. Das coisas que vocês querem, porque querem; dos sonhos que idealizaram e não se cumpriram; das realizações que se acumulam, mas que não trazem gosto, nem felicidade; das histórias com as pessoas que não correspondem ao seu amor.

É complicado amar quem não te ama. É complicado manter histórias porque vocês acha que você deve manter. Simplifiquem as suas vidas. Ouçam o coração de vocês, de uma forma simples. Estou feliz? 

Não tem tantas respostas para uma pergunta simples. Você pode estar ou pode não estar. E se não estiver, você pode perguntar a si mesmo o porquê.

E normalmente, quando se pergunta o porquê, você encontrará muitas complicações em você mesmo. Por que não tenho isso? Por que tenho aquilo? Por que tenho que fazer isso? Por que tenho que arrumar aquilo? Simplifiquem.

Pensem: Onde posso simplificar a minha vida? Onde posso viver com mais calma, com mais tranquilidade, com menos compromisso, com mais prazer... 

Os relacionamentos também são assim. Muitas vezes as pessoas pensam, nos seus amores, nos seus amigos, nos seus filhos, nos seus pais... Pensamentos cheios de desejos e conflitos. Simplifiquem.

Olhem as pessoas como elas são. E se relacionem com as pessoas, respeitando aquilo que conhecem delas. Não crie ideias, não crie ilusões e não alimentem sonhos.

Cabe a cada um de vocês trilhar o seu caminho de vida, ter as suas expectativas e trabalhar para alcançar o seu sucesso. Mas, não se percam nesses desejos. Simplifiquem também esses desejos. Organizem a sua mente, pensem com simplicidade.

Quando desejarem alguma coisa, se perguntem: Por que eu quero isso? O que eu desejo fazer com isso? O que eu busco? O que eu quero alcançar? O que eu sinto? Por que faço?... E vão descartando aquilo que não lhe faz bem.

Quando alguém desencarna desse Plano de Consciência que vocês vivem, com o corpo mental cheio de desejos, naturalmente está comprometido com uma nova encarnação. Porque, quantos mais desejos uma Alma tiver, mais comprometida em reencarnar ela está.

Ao contrário, quanto mais simples for o seu coração, mais liberado você está deste Mundo. O Mundo dos Desejos, que é alimentado pelo seu mental, é um mundo de compromissos kármicos. É um mundo cheio de compromissos que vocês mesmos estão traçando e que vocês mesmos terão que alimentar.

A busca incessante pelos desejos, semeia para vocês novas encarnações.
Quando alguém sente a profunda necessidade de simplificar, de viver de forma mais fácil, de precisar menos das coisas e das pessoas... Esta pessoa, está caminhando para uma vida mais leve e para uma vida mais feliz.

Vocês podem e devem fazer isso, inclusive, no seu convívio familiar. Todos têm solução. Cada um de vocês terá um problema ou uma questão diferente. Mas, para cada um de vocês existe uma solução, um caminho, um amor.

Cada um sabe a quantidade deste remédio, que é a simplicidade. Cada um sabe onde e deve simplificar. Cada um sabe onde deve mexer, na sua vida, nos seus sentimentos, nos seus pensamentos e nas suas emoções.

Simplificar, tornará a vida de vocês infinitamente mais leve e mais feliz.
A Chama Violeta, a qual eu trabalho, é a Chama que propicia a Ascensão. Abre a mente, abre os olhos para enxergar as verdades espirituais, abre o coração. Ela transforma, elimina o karma.

Com a sua atuação, nós somos capazes de simplificar. Deem os passos necessários nessa direção e vocês verão quanto alívio terão na sua vida, na sua mente, no seu corpo e no seu coração.

A serviço da Chama Violeta e da elevação da consciência. Eu Sou Mestra Pórtia e abençoo vocês. Trago a energia da consciência, do entendimento e da simplicidade.

Acolham em suas vidas aquilo que realmente vale a pena. Acolham em seu coração, aquilo que realmente faz a diferença. Sejam amigos de todos, mas, acolham na Alma aqueles que realmente merecem o seu amor.

Não se percam, querendo agradar a todos. Não se percam querendo certezas para que tudo seja feliz. Sejam felizes simplificando, abrindo mão e se transformando.

Bênçãos e Luz, em sintonia com a Chama Violeta. Sigam em Paz.

_______________________________________
Nome de Referência: A escolha pela simplicidade 
Mestra: Pórtia
Data: 16/07/2014
Canal: Maria Silvia Orlovas
Transcrição*: Patrícia Viégas
Postagem: Diogo Guedes
Áudio:  ALPHA LUX 27 ANO 16

*O texto de transcrição do áudio, foi levemente editado para uma melhor leitura.

Maria Padilha - A quebra dos espelhos



Áudio
A quebra dos espelhos. Nós estamos vivendo o momento da quebra dos espelhos.
Quando não é mais permitido para a Humanidade viver em função das imagens, viver em função da idealização, viver tentando mostrar para as pessoas que vocês são o que vocês não são... Cada vez mais, a nível pessoal e também dos grupos, está sendo tirado esse tipo de chance e de oportunidade.
Esse é um grande aprisionamento que está sendo rompido na Humanidade. Não cabe mais a esse tempo de evolução, da consciência desperta, que as pessoas se escondam atrás das aparências. Fazendo de conta que são felizes, quando estão tristes. Fazendo de conta que são ricas, quando são pobres. Fazendo de conta que são bem realizadas, quando se sentem infelizes.
Meus amados, nós não fazemos pregação da tristeza, nem da pobreza, nem queremos um mundo feio ou um mundo triste.  Ao contrário, nós queremos libertar vocês das falsas imagens, para que vocês vivam a imagem verdadeira... A consciência verdadeira, daquilo que vocês são, daquilo que vocês podem Ser... Com tranquilidade. Porque custa muito caro manter as aparências. Porque é muito difícil, muito pesado manter as imagens.
Eu vivi numa época em que os vestidos e as jóias eram mais importantes que pessoas. E sei bem o peso de carregar tudo isso. Sei o enorme peso de manter relações falidas: Amizades que não são amizades; conviver com pessoas que só querem o seu mau, porque você precisa estar com elas.

Há um aprisionamento externo e há um aprisionamento interno. O externo é o esforço que você faz para manter esse tipo de convivência, para manter esse tipo de idealização. E o interno é o peso que fica no seu coração, é a necessidade de sempre fazer melhor, estar melhor. E a completa insatisfação que você carrega dentro de você, por que sempre vai se olhar e sempre estará inadequado nos padrões da comparação.

Libertem-se disso. Busquem o verdadeiro Eu. O Eu de Luz que pode errar. O Eu de Luz que pode igualmente acertar, mudar de ideia, seguir outros caminhos.
Vocês não precisam perseguir um padrão social, ou a riqueza, nem fugir da pobreza. Porque tudo faz parte de um grande cenário. O mais importante, na sua caminhada, é a sua felicidade. Com mais ou com menos dinheiro. Com mais, ou com menos prestígio. Com mais, ou com menos esforço.
Vocês vêm de muitas vidas em guerras, em lutas, se comportando o tempo inteiro num grande esforço de se manter dentro de um padrão eleito pela sua mente. Libertem-se disso.
Vocês vão observar uma grande alegria, uma grande felicidade nesse processo de libertação. A humanidade ainda está muito presa a títulos, a funções que ela criou dentro de um ideal de vida e de realização.
Vocês podem ser o que são. Professores, bancários, funcionários públicos... Gente simples, pessoas que não trabalham objetivamente. A dona de casa, a mãe, a filha, o irmão... Tudo são títulos.
Acalmem o coração. E encontrem o seu verdadeiro Eu Sou. Olhem para a sua Luz, para a sua Força. Porque é através desta Força que virá o grande desenvolvimento da sua energia, o fortalecimento dos seus talentos, dos seus dons, e a única felicidade real que está sediada na paz, na auto aceitação.


Quero dizer a vocês que o trabalho junto a Fraternidade Branca, é um trabalho de grande valor. E quero explicar que fui aceita dentro desta missão, também, para quebrar os padrões de quem faz o que. Porque todos estamos a serviço da evolução.
O diretor não é mais importante do que o professor ou do faxineiro num prédio de uma grande escola. Todos ali, cada um tem a sua função.
E é um momento de Expandir a Consciência e de receber os benefícios desta libertação. Vocês são Seres de Luz e devem se desprender das imagens que criaram, dos espelhos que construíram para se verem com beleza e com luz.
Porque a sua beleza é real, a sua força é real, e a sua consciência é maior do que as crenças limitantes que já determinaram a sua alegria e a sua felicidade.
Expandam o coração e libertem-se de tudo aquilo que já pesou e já impediu a sua evolução.
Em sintonia com esse momento de quebra de ego e de vaidade, Eu Sou Maria Padilha. E abençoo vocês, com a minha Força.
Quero explicar que Seres, da minha natureza, são importantes dentro do trabalho espiritual. Porque nós podemos compreender os pensamentos humanos. Nós conhecemos as tragédias, as derrotas, os sofrimentos de cada um de vocês. Porque estamos muito próximos do mundo material.
E é aí que nós fazemos o nosso serviço, a nossa limpeza. E é aí, que nós ativamos a energia da libertação e da elevação. Nós ajudamos vocês no mundo objetivo a dar o grande salto da iluminação.
Estamos com vocês. Estamos a serviço. 
Na Luz do Eu Sou, Eu Sou, o que Eu Sou.
_______________________________________
Nome de Referência: A quebra dos espelhos 
Mentora: Maria Padilha
Data: 09/07/2014
Canal: Maria Silvia Orlovas
Transcrição*: Patrícia Viégas
Postagem: Diogo Guedes
Áudio:  ALPHA LUX 26 ANO 16

*O texto de transcrição do áudio, foi levemente editado para uma melhor leitura.