Vidas Passadas




O acesso a informações sobre vidas passadas tem como objetivo compreender atuais tendências em relacionamentos, vida profissional e até na saúde. Experiências emocionais, mentais e espirituais ficam gravadas no inconsciente, trazendo sofrimento. 
Como sensitiva desenvolvi uma técnica muito eficaz na leitura de vidas passadas. Significa que você não entra em transe, apenas relaxa. Quem acessa sua história, observa e ajuda resolver os conflitos é o terapeuta com a ajuda dos mestres espirituais, que mostram as memórias que estão atrapalhando sua caminhada. Um processo próximo da “telepatia”.

  
Veja as duas formas de atendimento: 

Sessão única

ou

Tratamento com cinco sessões:

1ª sessão -  completa, parte mediúnica e aconselhamento

2ª sessão – terapia, conversa, aconselhamento
  
3ª sessão – regressão, meditação

4ª sessão – terapia, conversa   aconselhamento

5ª sessão - fechamento do ciclo, que pode ser repetido conforme necessidade.


Contato, agendamento e mais informações no tel: (011) 3673.4824 


________________________________________________________________





Á partir do ano passado abrimos uma nova modalidade de atendimentos. Trata-se da constelação familiar, profissional, afetiva, acessando os registros de vidas passadas.
O constelado tem sua vida exposta para a cura, mas todos aqueles que desempenham algum papel, e até aqueles que estão simplesmente assistindo igualmente são tratados.
Se você sente que seu caso envolve relações familiares complicadas, com pontos obscuros, que tal tentar um encontro no grupo?
E se você quer primeiro observar para depois se aventurar fique atento aos nossos convites, e venha participar.




Se inscreva na nossa newsletter para saber das novidades, receber convites, participar das promoções. Assim será avisado de cursos gratuitos e demais atividades que sempre acontecem no Espaço Alpha Lux.

________________________________________________________________


Perguntas e Respostas sobre Vidas Passadas


1. Como funciona o seu trabalho de “Vidas Passadas”?
Outro nome é Captação do inconsciente, ou ainda Leitura do inconsciente ou dos Registros Akásticos. Costumo explicar que é um fenômeno próximo da “telepatia”. Uma leitura daquilo que você está em você, que durante a sessão vou verbalizando, colocando em palavras tudo aquilo que você está sentindo e que muitas vezes não sabe explicar. Trago para o seu consciente seu conteúdo interno ajudando no desbloqueio de energias estagnadas.

2. Vou ver ou sentir alguma coisa?
Sempre explico que isso muda de pessoa para pessoa. Alguns mesmo pessoas que se consideram céticos assim que se deitam para o relaxamento vem luzes e no momento que começo a narrar as imagens e falar dos sentimentos vem tudo em sua tela mental como se fosse um filme. Outras pessoas ao contrário não vem nada mas sentem as emoções, o frio ou o calor, os medos. Outras ainda mais racionais fazem comparações e entendem com muita clareza as informações que recebem por mim. Isso quer dizer que tudo depende da pessoa e do momento de vida. Nunca saberia informar como vai acontecer com um cliente antes de trabalhar com ele. O fenômeno é diferente de pessoa para pessoa.

3. Alguém não voltou ou soube de alguma coisa que fez mal?
Muitos traumas são tratados na sessão, mas nunca aconteceu de alguém ser perturbado por algum dado, sentimento ou informação. Acho que o grande diferencial da minha forma de trabalhar para outros tipo de regressão é justamente esta segurança de que será mostrado exatamente aquilo que a pessoa está preparada para ver. Já que o que acontece é uma conexão com os orientadores espirituais que estão ali conosco dirigindo todo o nosso encontro.

4. Qual a validade de fazer uma regressão?
Muitas vezes as explicações para situações que enfrentamos nesta vida e que se apresentam como problemas de difícil solução estão guardadas em nossas vidas passadas. Sempre brinco com os meus clientes dizendo que aquilo que não aprendemos em nossas vidas passadas fica como uma pendência para resolvermos em algum momento de nossa existência. Digo que estamos fazendo nesta vida a prova da D.P. de vidas passadas. As lições sempre voltam. Se por acaso o seu aprendizado for a humildade, nesta vida pode ser que muitas vezes você seja colocado em situações de se confrontar com pessoas que o maltratem, ou até mesmo o humilhem para você sentir o que significa de fato ser humilde. Porém é claro que este será um grande desafio, afinal quem gosta de passar por esse tipo de situação? Quem gosta de ter pouco dinheiro, empregos sem qualidade, ou mesmo passar por situações na vida intima em que se sinta mal tratado?
Abrindo um registro de vidas passadas que mostre onde você se perdeu neste assunto e trazendo para seu consciente exatamente o ponto mais importante da questão você poderá encontrar facilmente a solução para aquilo que era sua grande prova. É bom explicar que depois de entender racionalmente o fato será preciso fazer mudanças no seu comportamento, então eu entro fazendo uma análise da questão com você, para ajudá-lo a direcionar seus próximos passos ensinando técnicas que ajudarão na transformação.

5. É possível fazer mudanças numa única sessão?
Costumo dizer que cada caso é um, assim vai depender do que será tratado, mas posso garantir que já no primeiro encontro muita gente mudou de vida. Devo afirmar também que este milagre é pessoal e intransferível. Você é que precisa se conectar. Eu sou o canal desta ligação que você precisa aprender fazer sozinho. Por isso tenho vários clientes que fazem várias sessões, pois ao longo desses encontros vão cada vez mais se encontrando. Alguns passam a vida a limpo, entendendo o porquê da família carnal, o porque do amor ou da falta dele. Enfim cada um ao longo do tempo vai encontrando explicações para tudo o que está enfrentando nesta vida e os desafios tornam-se menores.

6. Como você começou trabalhar com Vidas Passadas?
Sempre falo nas minhas palestras que ninguém vem espontaneamente para a espiritualidade. Brinco dizendo que as pessoas despencam para a vida espiritual. Vamos dizer que eu já nasci assim com esses dons mediúnicos, mas ver vidas passadas se manifestou quando há quase vinte anos atrás fui fazer uma regressão. Na época nem se ouvia falar desta terapia, mas como vinha de uma família espírita e gostava muito de ler sobre os fenômenos da alma achei muito interessante entender o porque das histórias que estava vivendo. Assim numa regressão hipnótica entrei profundamente num transe em que vi uma vida em que fui queimada na fogueira como bruxa. Vi meu desligamento do corpo físico e o momento exato em que me separei da espiritualidade quando não aceitei o fato dos Guias não terem impedido a minha morte. Depois deste desbloqueio passei ver a vida passada de qualquer pessoa que se aproximava de mim. Um fenômeno incontrolável e espontâneo. Com o passar dos anos me dediquei a estudar, meditar e passei a por em prática tudo o que aprendia com os mentores espirituais que pouco a pouco foram se apresentando. Foram anos difíceis e maravilhosos em que me confrontei com minhas crenças, minhas limitações e minha luz. Não foi fácil acreditar no que via, e foi justamente atendendo as primeiras pessoas que me procuraram entre o círculo de amigos e presenciando as curas que aconteceram que fui dando crédito a aquilo que os Mentores falavam que seria a minha função.

7. Todos podemos fazer o que você faz? Digo ver vidas passadas, ver espíritos, ou receber mensagens?
Gosto de comparar esses dons da alma com tocar piano. Enfim, todos podem aprender tocar piano, alguns se tornarão bons pianistas, outro chegarão a conclusão que apreciam a arte mas preferem ouvir uma boa música a tocá-la, e apenas alguns se tornarão concertistas. Acho que cada um tem seu caminho e suas habilidades. É preciso apenas descobrir o que viemos aprender nesta vida. Eu sou muito feliz desempenhando a minha função e nos meus atendimentos e grupos o que mais desejo é colocar outras pessoas no caminho da felicidade.

8.Qual a sua opinião sobre o método tradicional de TVP através de regressão por hipnose?
Acredito que para cada cliente existe um caminho, um tratamento e um profissional adequado, afinal a personalidade de cada um e as crenças individuais devem ser respeitadas. Respeito o método tradicional de hipnose até porque já vivi esta forma de contato com os planos sutis e encontrei respostas bastante claras. O diferencial do meu trabalho é cruzar uma barreira que existe em todos nós, pois a despeito da técnica e muitas vezes da atuação de profissionais dedicados e competentes muita gente simplesmente não se deixa hipnotizar. Comigo isso simplesmente não acontece. Todas as pessoas que me procuram para uma regressão e que desejam saber de suas histórias de vidas passadas encontram respostas e também soluções para os problemas que desejam resolver.
Não digo que meu trabalho, ou a técnica que uso é melhor ou pior de que nenhuma outra, é apenas uma questão de sintonia, pois é preciso para se alcançar um resultado positivo que aconteça uma forte empatia entre cliente e terapeuta. Assim sempre estou aberta a receber carinhosamente aqueles que me procuram, pois muitas vezes estão tão cansados de procurar ajuda que nem acreditam mais ser capaz de mudar sua vida. Porém sempre explico que não se trata apenas de uma cura milagrosa por ter conhecimento de um fato que aconteceu há séculos, é preciso envolvimento e uma ampla compreensão do padrão de comportamento que levou a enfrentar aquele desafio que ficou cristalizado no passado. Sempre incentivo muito a participação em grupos de estudo para a pessoa se abrir e mudar o padrão negativo de comportamento que as vezes acontece rapidamente. Enfim depois da sessão a bola está no time do cliente. È ele que deverá se abrir para a vida e percorrer o seu caminho.