sexta-feira, 25 de maio de 2018

Dualidade











 Áudio








Meus amados,

A doença, a morte, as privações ainda são energias necessárias na terra. São energias que
fazem parte da dualidade do planeta. São energias que ainda mobilizam a ação do homem.

Quando algo acontece na sua vida, de alguma forma, através do sofrimento e da dor, as
pessoas se obrigam caminhar, as pessoas desejam libertação, as pessoas olham para aquilo que não funciona em suas vidas e aceitam o novo, aceitam desafios, se permitem crescer, se permitem vibrar numa outra instância do seu ser.

Meus amados, nós sentimos muito que a evolução tenha que vir através da dor, mas até a dor,a morte, a doença são atributos necessários para a evolução humana. Por isso, devemos acolher a dor, a morte, as doenças, as perdas. Devemos respeitar o momento da morte, o momento da dor, o momento das perdas, porque, sem esses momentos, não haveria evolução, e a estagnação, ela não permite que a alma se desprenda, se desdobre, se mostre na sua beleza maior. Porém, seja qual for o motivo de sofrimento ou de dor, que você enfrente ou tenha enfrentado, não seja um prisioneiro da dor. A dor pode existir. As pessoas que se recusam a olhar os sentimentos negativos não evoluem. As pessoas que não querem o sofrimento, de forma alguma, que não aceitam a frustração, ficam presas a um sofrimento muito maior do que a própria doença, do que a dor, do que a morte.

A negação dos estados naturais do corpo, dos estados naturais da evolução do homem
encarnado provoca muito mais sofrimento que o próprio sofrimento. A negação é um estado de profunda escuridão da alma. Quando você sofre uma perda, quando você sofre uma dor, um sofrimento, uma doença, é o seu momento de despertar, é o momento, onde caem as máscaras, onde se quebram as armaduras e onde a alma pode se expressar.

A Chama Verde da cura se manifesta através da grande verdade. Verde e a verdade. A verdade que cura, porque, nos momentos onde você se sente desnudo, frente à vida, frente aos amigos, frente à família e ao próprio sofrimento, você deixa de precisar de muitas coisas, você vive grandes libertações, e, ainda que seja um momento de muita dor, será igualmente um momento de muita evolução e muita cura, se você assim permitir.

A morte é uma passagem, não é um castigo, e aqueles que vão para o plano espiritual recebem de vocês todas as emanações feitas no plano da Terra. Quem morre não ascensiona imediatamente, não está na luz imediatamente. As pessoas que desencarnam vão para um plano semelhante àquele em que viviam na terra. Por isso, é preciso se preparar para viver e se preparar para morrer.

Trabalhe a sua vida para ter uma vida com amor, com verdade, com libertações e com cura. E assim será a sua morte, um intervalo entre uma outra existência encarnado no planeta, um intervalo de equilíbrio, de amor e de luz. Quando você compreende isso profundamente no seu ser, você é curado. Quando você compreende profundamente que é preciso tirar a amargura do coração, a morte, a doença, as tristezas, as mágoas, as decepções deixam de ter a mesma força. Elas se quebram como um dia foram quebradas as suas máscaras. E aí você está pronto para abraçar a vida, abraçar o sentimento de eternidade, o sentimento do bem, o sentimento do amor.

Eu Sou Mãe Maria e vibro na vibração da Chama Verde. Trabalhamos as curas espirituais.
Acolhemos a dor dos aflitos, acolhemos as suas preces e as suas orações, acolhemos os seus enganos e sofrimentos. Nenhuma oração deixa de ser ouvida. Nenhuma prece deixa de ser atendida. Nenhum mantra que vocês profiram com o coração deixa de ser transformado em luz e oração.

Nós trabalhamos, na vibração da Chama Verde, a presença da cura da Grande Mãe em cada um de vocês. Em cada coração, estamos ativando a energia de cura, estamos ancorando em vocês a consciência de que o amor é possível.

Nesse momento, vejam o seu coração, coração no sentido espiritual, aquele mesmo pintado por artistas que fizeram o coração do Cristo, o coração de Maria, um coração de espinhos, e tirem desse coração cada um dos espinhos. Visualize este coração, que é o seu coração no sentido espiritual, o símbolo do seu coração, vibrando iluminado na cor da saúde, na cor da luz, iluminado, sem nenhum espinho. E se tem algum espinho emocional, uma memória de dor, que simbolicamente aparece aí como um espinho, retire do seu coração e cure o seu coração. Mediunicamente, estamos cuidando de cada um de vocês, estamos ativando em cada um de vocês a energia de cura.

Eu Sou um Ser de Amor. Você é um ser de Amor. Nós somos seres de Amor. Nós estamos,
nesse momento, semeando o profundo Amor em todos vocês. Recebam!
Procure visualizar, guardar essa imagem desse exercício, dessa meditação, que vem com a minha presença e Arcanjo Rafael em sua mente.
Procure ouvir e repetir a consciência da cura da Chama Verde.
Recebam as emanações de puro Amor, de pura Luz.












__________________________________________________________________________
Data: 23/05/2018
Canal: Maria Silvia P. Orlovas


__________________________________________________________________________



Clique aqui e assista a aula especial gratuita.












Nenhum comentário :

Postar um comentário