terça-feira, 22 de abril de 2014

Será que nós estávamos lá?





No final da tarde do domingo de Páscoa recebi as fotos da distribuição de ovos de Páscoa que aconteceu numa comunidade carente que ajudamos.
Não estive na festa, mas fiquei muito feliz em ver a carrinha das crianças que receberam os ovos, senti vontade de ter estado presente, de ter participado do evento como sempre faço. Mas Páscoa é momento da família, descanso, e isso também é importante.
Acho que se enganam pessoas que valorizam a caridade sem se dedicar com amor aos que estão próximos, até por que o amor é algo tão poderoso que não nos exige esse tipo de escolha. Podemos amar e nos dedicar aos carentes, e também aos próximos, familiares, amigos, colegas de trabalho. Por que quanto mais amamos, quanto mais alimentamos essa energia, mais se expande, e mais limites são transpostos.


Não estive ajudando preparar a festa, mas outros estiveram no meu lugar e puderam também fazer sua parte para servir. O que também é muito bom.
Precisamos dar oportunidade para mais pessoas se tocarem com o amor, e desejarem expandir, participar dessa energia.
Todos podem doar.
Muitos não se doam por falta de oportunidade, de incentivo, de iniciativa.
Sei que é assim, e por isso tento oferecer essa chance a quem chega perto.
Sei também que muitas pessoas que me procuram vem em busca de cura para suas dores emocionais, por que perderam alguém, por que estão no meio de uma depressão, ou querendo mudar de vida. Assim querem suporte, amor, respostas, cuidados, carinho. E naquilo que me é permitido, naquilo que sou capaz, tento ao máximo acolher, orientar, passar adiante a mensagem amorosa dos mestres, e cuidar para que Alpha Lux seja um bom lugar para receber as pessoas. Mas sei que para alguém receber, que seja um carinho, será preciso corajosamente abrir o coração...
Olhar as falhas, mudar algumas coisas, ouvir, se expor...
E isso não é fácil.
As pessoas tem medo de se colocar de verdade.
Querem ser acolhidas, ter do espiritual inspiração, sem ter que falar o que sentem, sem se expor, sem correr riscos. Mas será que isso é possível?


Aprendi que para receber precisamos nos abrir, tomar contato com a dor, tentar entender de onde vem tanto sofrimento. Por que nem sempre a vida está assim tão ruim como percebemos. As vezes nós estamos tão presos aos sonhos não realizados que passamos ver tudo como muito ruim, enquanto não é a realidade.
O bom e o ruim vem de dentro de nós, da nossa percepção da vida. Das coisas que nós mesmos provocamos com nossas atitudes.
Claro que nem tudo depende de nós, mas muita coisa depende.
Principalmente da nossa habilidade de lidar com problemas e frustrações.
Abrir o coração é um ato de coragem!
Tento favorecer isso nos trabalhos espirituais, nos grupos, nas atividades como passes, etc.

"Eu me doo com amor, eu recebo com amor!"


Mas será que me doo mesmo? Será que sei receber com amor?
Devemos nos questionar, e não ficar pulando de galho em galho, procurando lugares melhores, pessoas mais iluminadas para nos cuidar e nos orientar. Há um caminho, uma evolução que é nossa.
Vejo a importancia dessa abertura inclusive na doação.


Dinheiro é coisa desse mundo, e espiritual é espiritual e não deve ser cobrado ou misturado com dinheiro, certo?
Não. Está errado!
Para sustentar um trabalho espiritual, uma doação será preciso dinheiro. Por que dinheiro assim como amor, é uma energia da Terra, do mundo material. O amor passa por nós, e o dinheiro também. O amor motiva a evolução e o dinheiro também. Uma coisa está ligada a outra. E quebrando muitos paradigmas, afirmo que o dinheiro também é uma energia divina, que vem de Deus e passa por nós, nos alimenta, e deve seguir fluindo alimentando outras pessoas, oferecendo oportunidades, trabalho, curas para muitos outros, formando um grande circulo virtuoso que volta para nós quando precisamos.


Sou a favor dos trabalhos espirituais, dos grupos de cura, dos passes, das ações sociais, e participo ativamente, e sempre ofereço esse tipo de oportunidade às pessoas. Por isso posso afirmar que para manter, ativar, fazer esse tipo de oportunidade precisamos de dinheiro. E todos podemos colaborar.
E não basta se colocar num grupo, e doar seu tempo, e energia, pois para que isso possa acontecer alguém pagou as contas do mundo material, aluguel, água, luz, manutenção do local... Então nessas horas também é preciso participar ajudando, pagando sua participação oferecendo dinheiro com amor.
Se seu dinheiro for abençoado, como é uma energia ele voltará para você abençoado também.
Precisamos observar como pagamos nossas contas.
Como colaboramos com aqueles que colaboram conosco, nos ensinam, nos ajudam, e oferecem coisas boas para nós.
Da mesma forma que a generosidade é uma energia que alimentamos, a mesquinharia também.


Não há nada errado com o dinheiro, aliás na nossa evolução espiritual precisamos aprender lidar com essa energia. Deus não está apenas nas coisas pobres, junto com as pessoas carentes...
Deus está no coração de todos os seres, pobres ou ricos, e quem tem mais deve fazer sua parte cuidando dos menos favorecidos, e não apenas em encontros especiais como a Páscoa ou o Natal.
As pessoas comem todos os dias.
Pobreza e riqueza são apenas aprendizados nesse mundo. Como ensinam os mestres, limitações são necessárias para aprendermos as lições da nossa evolução.
Assim vamos nos desapegar das idéias que estão por trás dessas energias.
Dinheiro é bom sim, e deve ser usado com sabedoria e luz.
E a pobreza ou falta de oportunidades, fazem parte de aprendizados e lapidação da alma, que quando estamos numa posição um pouco melhor devemos tentar ajudar tornar mais fácil aos outros.
Pessoalmente colaboro mensalmente com algumas instituições por que quero participar, ainda que de longe da felicidade, e do alimento de pessoas que estão ainda num momento mais complicado. E sinto que todo mundo pode, e deve fazer um pouco.
Precisamos sair dessa zona de conforto que aponta os politicos e governantes como responsáveis pelos erros de dores do mundo, como se fossemos apenas vítimas do destino.


Quero ver muitos sorrisos bonitos como o dessa menininha.
Tão linda.
Fiquei feliz em participar ainda que de longe.
A energia da felicidade dessas pessoas chegou até a mim, e espero que a minha gratidão chegue até aos mestres que tanto se doam, com palavras, mensagens, energias e amor.
Não é fácil viver nesse mundo, não é minha gente?
Quanta confusão fazemos com coisas simples...
Energia, amor, dinheiro, troca, amor, família, estranhos, próximos... Tudo faz parte da presença de Deus, nada está fora, todos somos um.


E você tem feito sua parte?
Tem pago suas contas sem reclamar, sem se achar mais pobre por causa disso?
Sabe que até o seu dinheiro vem de Deus?
Sabe que mesmo o seu trabalho, tudo o que fez na sua vida, foram oportunidades que Deus ofereceu a você e que deve sim retribuir à sociedade?
Faz muita diferença entre o que é o seu e o que é do outro? Tipo: tudo para os meus filhos por que são minha responsabilidade, e pouco para os outros por que cada um tem que dar conta de si mesmo?
Você é generoso de verdade ou guarda suas mesquinharias sem querer olhar para isso?
Não quero ser chata, nem dar lição de moral para ninguém. Estou tocando nesses assuntos mais materiais por que sinto que é hora de observarmos a nossa atuação no mundo com mais maturidade.
Confio que tem bastante gente muito legal, muito bacana que lê esse blog sempre, e que pode refletir sobre isso, e melhorar muito a percepção da vida.
Minha sugestão, se você se sente pobre, é que questione a sua pobreza, se pergunte por que tem que passar por isso...
Deus é prosperidade, amor, abundancia, luz, oportunidades, então...
Vamos nessa luz aprender lidar com tudo isso.

Agradeço a todos que tem ajudado nas campanhas de doação de alimentos, fraldas, etc que fazemos regularmente em Alpha Lux. Vocês fazem parte da grande corrente do bem.


Beijo a todos,

MS

Quarta-feira dia 23 Grupo de Meditação e Canalização da Fraternidade Branca
Mensal R$ 120,00  Avulso R$ 50,00

Sexta-feira das 15 às 18hs Grupo Sintonizadores de Luz - Passes e Meditações
Gratuito - Faça sua doação de alimentos não perecíveis que serão enviados para famílias carentes

Sábado dia 26 de abril ou Segunda-feira dia 28 de abril- Workshop de Tarot -
2 encontro Vivência sobre "O Mago"
Habilidades, profissional, atuação no mundo com seus talentos.
Venha participar de uma tarde diferente, recicle sua energia e aprenda jogar o Tarot
Investimento: R$ 80,00



Mais informações com Edilene tel: 3673.4824

9 comentários :

  1. Minutos antes de entrar no face e ler a introdução desse post, estava pensando nisso, na questão financeira. Foi muito bom ler seu texto, como sempre!!!! As suas palavras são sempre tão bem empregadas, que minha percepção muda, se torna leve, mais fácil, passas uma sensação de que tudo vai dar certo!!! E vai!!! Parar para pensar na riqueza que temos em volta, e muitas vezes, sem requer, pela correria do dia a dia, não enxergamos. Mas ela está ali, pertinho. Muito bom, obrigada!!!!!! Me sinto mais serena até...

    Beijossss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida Simone,
      Fico feliz em compartilhar meus aprendizados com os mestres.
      Acho que além de tudo o que já coloquei no texto ainda tenho que acrescentar que também precisamos nos desapegar. Acho que a gente se preocupa demais com dinheiro.
      Temos que fazer nossa parte, trabalhar, mas também tentar viver de forma mais simples, sem precisar tanto das coisas. Tentar ficar mais tranquilos por que no fim sempre as oportunidades se abrem.

      Desejo tudo de bom para você.

      Um beijo da MS

      Excluir
    2. Gostei do teu comentário Simone. Beijosss!

      Excluir
  2. gostei muito do texto, esclarecedor. costumo dar "Graças a Deus por mais esta conta paga" mais ainda sinto q não estou totalmente conectada com a prosperidade. aprendi a importância da gratidão, e busco praticá-la diariamente, e sempre q há oportunidades eu me envolvo em ações de doação, inclusive com a presença se é possível. pois acredito na troca de afeto, do abraço, do olhar... obrigada por compartilhar este texto conosco.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida amiga Preta Juci,
      É muito importante essa tomada de consciência.
      Agir com uma consciencia maior em todos os momentos.

      Desejo tudo de bom para você.

      MS

      Excluir
  3. Este texto MS, foi uma bela chamada! A doação é um caminho que acontece, quando o nosso amor expande. Cada um pode contribuir do seu jeito: com tempo/atenção/dinheiro, outros com tudo isto e mais um pouco - né MS? Aliás, manter o seu espaço funcionando, faz-se necessário muita entrega/trabalho/doação/dinheiro...
    Todos podemos ajudar de alguma forma. E não precisa ser em datas especiais como Natal. Todo dia tem gente precisando, até do nosso lado... Com a ajuda, podemos interferir positivamente na vida das pessoas.
    Gostei que a MS colocou que o amor e o dinheiro são uma energia divina e devem seguir fluindo... "se seu dinheiro for abençoado, como é uma energia, ele voltará para você abençoado." Vou começar a prestar atenção em oferecer meu dinheiro com satisfação.
    Também quero comentar aqui, que gostei do comentário MS que pede para a gente, se questionar e não ficar pulando de galho em galho, procurando pessoas/lugares melhores.
    Valeu a mensagem! Luz pra nós!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tati o comentário era para você...
      Olhe lá.
      Beijo MS

      Excluir
  4. Querida Tati,
    Agradeço o carinho das suas palavras e fico feliz em ter trazido essa compreensão.
    Acho que nós somos pessoas boas, queremos ajudar, e precisamos ir quebrando nossas crenças limitastes. E um dos maiores tabus em relação a felicidade é o dinheiro.
    Quanta confusão a respeito.
    Está mais do que na hora de mudar isso.

    Beijos e muita prosperidade para você.

    MS

    ResponderExcluir
  5. Pensar no dinheiro como uma energia é uma forma de libertação. Não pensava desta forma. Desde que comecei a ganhar dinheiro profissionalmente, percebi que sempre passei por momentos de prosperidade e de restrições. Por duas vezes o ciclo se repetiu. Eu sempre achei que dinheiro vai e dinheiro vem. De fato é isso mesmo. Não soube trabalhar bem essa energia. A última restrição me trouxe muitas lições e penso que desta vez, estou sabendo trabalhar melhor essa energia. E também achava estranho a relação de ambição com espiritualidade. Achava errado. Estava enganado, pelo contrário, a quem muito é dado, muito será pedido. E penso que seja melhor uma pessoa rica com espiritualidade, do que uma pessoa que está presa nesta energia de acumular e acumular, ter e ter.
    Eu como bom taurino, gosto das coisas materiais e em muitos momentos me senti, ou, sinto equivocado com relação à isso. Será que eu preciso de tanto, roupas, perfumes, sapatos. Com certeza não! Também, nunca fui de reclamar em pagar as contas, ficava preocupado em honrar com estes compromissos. Há um bom tempo incorporei o exercício da gratidão. Tudo o que eu consumo eu agradeço, desde um café até bens mais elaborados, pois, as restrições me ensinaram bastante. E posso dizer que hoje a minha grande ambição é a minha elevação espiritual, pessoal, profissional e material.

    ResponderExcluir