segunda-feira, 12 de abril de 2010

A Terra pede amor


Queridos,
Agradeço a todos que me enviaram e mails por conta do Blog...
Que bom poder estar perto de vocês.
Vou contar mais um segredo. Algo que tentei esquecer mas que agora volta com todo sentido. Veja:





No inicio deste ano quando subi a montanha do Mount Shasta no norte da Califórnia nos Estados Unidos levando comigo o meu Tarot para gravar a orientação para este ano de 2010, pensava em dirigir  o vídeo para uma tomada de consciência, pois tenho certeza absoluta que qualquer passo que tomamos é de suma importância na nossa vida e na daqueles que vivem conosco.

E foi o que fiz. Na gravação falava da carta da Imperatriz como a mãe natureza que oferece os seus frutos. Lembro que quando me preparava para começar a gravação passou pela minha mente o descuido que a nossa humanidade está oferecendo ao planeta, não apenas na poluição do mundo objetivo mas também com a poluição emocional, vícios, desejos desenfreados,violência, tantas ambições e pensamentos egoístas, porque é claro que isso fica pairando como uma nuvem no inconsciente, muitas vezes até nos atrapalhando quando desejamos fazer diferente, amar diferente, cuidar da vida e das pessoas sem egoísmo.


Quem consegue?


Todos nós fazemos parte do inconsciente coletivo. Fazemos parte desta malha vibracional e dela nos alimentamos por isso é tão difícil e meritório mudar.


Uma pessoa que muda seu jeito de pensar cria um caminho para a mudança de muitas outras pessoas. Assim direciono todo o meu trabalho a um caminho de luz.Declaro que acredito de coração que este caminho seja possível. Então quando lá no alto daquela linda montanha senti que a mãe Terra estava machucada e que essa dor viria a tona não quis ouvir nem comunicar.


Na verdade não quis me conectar porque já tinha ouvido.
Na minha mente inclusive veio a idéia de terremoto, e o meu racional tentando decodificar as mensagens já me fazia pensar que se a mãe natureza esta ferida, a terra esta ferida de uma forma ou de outra a humanidade sentirá esses reflexos. São os sinais...


Devo explicar que os sensitivos sentem os sinais. Nem sempre conseguimos interpretar claramente, nem sempre decodificamos o que sentimos mas que sentimos sentimos.


Assim quando fiquei sabendo do terremoto no Haiti, depois no Chile e agora no México e sul da Califórnia, e dos abalos perto da ilha de Sumatra não pude mais deixar de absorver a dor desse momento. Afinal são nossos irmãos que perdem suas casas, suas referencias. Porque as perdas materiais podem ser repostas, mas quando sentimos medo e perdemos a segurança tudo fica muito ruim.
Mesmo para as pessoas que acreditam na vida espiritual os abalos atmosféricos, as chuvas, inundações que acontecem no planeta são perturbadores. Não dá simplesmente para culpar o governo do Rio de Janeiro por seu descuido. Não dá para desligar a tv e esquecer porque não moramos lá, nem fomos nós que perdemos a família. Somos parte do todo, por isso convido você amigo leitor a não se descuidar das suas preces, do seu compromisso com uma vida melhor. Porque se estamos melhor em nosso mundo interior, vibramos de forma mais leve e harmônica no mundo exterior e não somos um peso para a egrégora planetária.


O mundo está em nós e nós estamos no mundo.
Mesmo que não tenhamos a verdadeira noção do que signifique a idéia de que somos todos parte do todo, porque não é fácil se sentir irmão, de qualquer um que passe perto de você. Temos que vibrar pelo bem, porque o bem nos faz bem.
Quando sentimos amor, o amor nos cura.


Podemos melhorar as feridas que estão espalhadas no planeta nos amando um pouco mais, nos acolhendo um pouco mais. Perdoando os outros e se perdoando. Tentando crescer com a troca de confidencias, tentando compreender as pessoas e suas ações, o que é exatamente o contrário de nos deixar levar pela maledicência. Pois se queremos ser amados e compreendidos porque não tentamos fazer isso?


A Terra está ferida também na sua vibração e somos nós todos que fazemos, alimentamos a vibração do planeta.


A mudança do pensamento altera este fluxo e pode ter certeza de que aquilo que você pensa e vibra faz toda a diferença. 



12 comentários :

  1. Maria Silvia,
    Fico feliz por você compartilhar conosco suas experiências.
    Existe uma oração que gosto muito e me transmite muita Paz e Luz chama-se a "Mãe Universal que gostaria de compartilhar com você e seu leitores para que unidos possamos orar em corrente:
    "Nós Te saudamos ó Mãe Universal
    Plena é Tua Graça
    A unidade está em Ti
    Sagrada Energia Feminina
    Gestas em Ti a Nova Humanidade

    Ó suprema Mãe Universal
    intercede por nós
    seres da superfície da Terra
    para que possamos consagrar-nos
    como dignos filhos de Deus
    na fé , na luz , na paz , na proteção , na cura , na unidade , no amor , no perdão , na reconciliação , na caridade , na humildade e na transmutação
    agora e no momento da nossa total e definitiva entrega ao Pai Criador
    Amém "

    Com carinho

    Simone Boudakian

    ResponderExcluir
  2. Oi MS um grande beijo minha irmã.
    Fique com Deus.

    ResponderExcluir
  3. querida,abençoada seja sua contribuiçao para a terra. eu como muitas mulheres sentimos intimamente, todos esses sinais,e vc tem a graça de fazer verbalizar todos esses ensinamentos,continua na tua luta linda! obrigado

    ResponderExcluir
  4. Eu tenho orado muito por todos no planeta Terra.Sinto-me bem fazendo isso.Ajuda a diminuir o sentimento de impotencia.Oro,por quem perdeu suas casas e seus entes queridos nessas enchentes.Oro por aquelas maezinhas de Goiania que perderam seus filhos para a insanidade daquele homem que um dia também foi vítima da crueldade humana.Acho que todos precisamos orar com toda a intensidade por todos nós.Precisamos inundar de energia amorosa e positiva tudo ao nosso redor.E fazendo isso estou aliviando as minhas dores e mágoas.
    Que voce Maria Sílvia,continue nos incentivando a trilharmos esse caminho em direção a luz e ao cuidado amoroso com os outros.

    ResponderExcluir
  5. Gostei muito do seu texto...
    Sempre leio seus artigos, até te escrevi um email, mas vc deve receber mtos né...
    Conhece algum lugar no Rio que tenha um trabalho próximo do seu?
    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Maria Silvia, depois de ler seu texto "A Terra pede Amor" é que entendi a sintonia mútua que vc mencionou no email.
    Infelizmente amanhecemos com mais duas respostas de nosso querido Planeta: terremoto na China e o desprendimento de uma enorme placa de gelo dos Andes, no Perú, com tsunami de 23 ms.
    A mudança nas vibrações humanas é um fato a ser conscientizado e vamos fazer o trabalho da formiguinha, com certeza...temos essa obrigação!
    Gostei muito da oração enviada pela SISSA...passemo-la para nossos amigos internautas, bem como o endereço de seu blog, tão sensível e amoroso como vc.
    Um beijo e obrigada

    ResponderExcluir
  7. Sempre admirei sua sensibilidade e percepção, sua postura em passar informação de coisas que ainda poucos percebem, mas com certeza muitos já começam a Ser de Coração, assim poderão sentir o todo que vibra em nossa volta e respeita-lo.

    Saudações

    ResponderExcluir
  8. Desde pequena sempre sofri "junto com a natureza", lembro uma vez em q assiti ao derramemento de óleo na Antartida onde milhares de animais morriam, cobertos e sufocados pelo óleo. Chorei muito, senti toda dor do mundo e rezei pedindo perdão pela nossa ignorância ... E assim é desde menina. Quando vejo um tronco de árvore no chão, me parece uma alma triste. Mas o inverso também acontece, não consigo passar despercebido por uma árvore frondosa, com toda sua energia de luz. Enfim, sempre fui muito atingida pelas energias externas e agora com ajuda de amigos como vc Silvia, e os amparadores da Grande Fraternidade Branca tenho buscado o equilíbrio, e me equilibrando ajudo Gaia e ela nos ajuda. Afinal SOMOS TODOS UM. Obrigada pela sua ajuda, espero poder participar de um encontro no Alpha Lux e me unir ao seu belo trabalho. Paz e Luz.

    ResponderExcluir
  9. Oi M. Silvia....
    com certeza esses abalos do mundo material é senão um reflexo do que hoje vemos no mundo espiritual.
    Não ao acaso ocorrem casos e mais casos de crueldade contra nossos irmãos causados por nós mesmos, seja de um marido ciumento assassinando sua mulher na frente dos filhos até pedófilos cruéis e egoístas que se aproveitam da inocência de nossas crianças.
    Nós, que temos acesso a informações espirituais, sentimentos e sensibilidade

    ResponderExcluir
  10. Desde que fui presenteada com alguns de seus livros, me sinto muito feliz por ter te conhecido.Estudo sobre Saint Germain e os Mestres há alguns anos e sou imensamente grata aos seus ensinamentos.
    E por falar em Terra, gostaria que falasse sobre um assunto que está sendo abordado com frequencia nesses ultimos anos, sobre inundações de cidades dos Litorais.Gostaria que falasse sobre essse assunto que alguns chamam de fim dos tempos até 2012.
    Obridada e muita luz!

    ResponderExcluir
  11. Oi, M.Silvia.Gostei muito do seu texto. A terra pede muito mesmo.Sou Reikiana e toda a 4feira faço uma oração à distância para o planeta terra. A mãe terra que nos acolhe bjs...

    ResponderExcluir
  12. Olá Maria Silvia,
    andava aqui em pulgas para poder comentar seus textos e estou tão atrasada, mas finalmente consegui algum tempo "calmo e pacífico" para comentar como deve ser :).
    Quando li este seu texto, do sofrimento da Terra Mãe, me lembrei de imediato do que pensei quando vi as primeiras imagens do sismo do Haiti e tudo o que depois foi feito. Aquela vozinha interior (com a qual tenho diálogos muito iluminados e que me traz uma paz imensa, é assim que trato estes pensamentos que vêm na minha mente) já me tinha chamado a atenção da quantidade de vulcões há muito adormecidos e de repente acordaram com grandes explosões. Depois o sismo do Haiti, e em muitos outros lugares do mundo, depois as cheias no Brasil, na Ilha da Madeira, etc. Todos estes acontecimentos devastadores, em consequências imensas libertaram e geraram uma onda de solidariedade ainda maior, uma qualidade do Amor como há muito não se via, como há muito não se praticava. Com pouco, mas com muitos, se "moveu montanhas", e se ajudou muita, muita gente a recuperar. E eu pensei: como a Mãe Natureza é sábia, como esta Sabedoria Divina ainda tem tanto para nos ensinar. Ninguém pode impedir a natureza de se manifestar em todas as suas qualidades, em todos os seus aspectos, porque ninguém detém o poder de controla-la, mas as consequências destas manifestações são sempre libertadoras, sempre acordam aquilo que está adormecido em nós e que nós não praticamos (a grande maioria) no nosso dia-a-dia, algo que já está no nosso coração, mas que ignoramos totalmente: o Amor Incondicional sobre as mais variadas formas - solidariedade, ajuda ao próxima, união, empatia, equilibrio, compaixão, humildade. E só mesmo a Mãe Natureza para nos forçar a voltar ao nosso ponto de equilíbrio, praticando os mais altos valores espirituais.
    É uma outra maneira de ver os mesmos acontecimentos, é um outro modo de perceber que a Mãe Universal cuida sempre de nós.

    Quero também agradecer a Sissa pela linda oração, já anotei e estou fazendo.

    Com carinho,
    Susana.

    ResponderExcluir