segunda-feira, 6 de agosto de 2012

Mãe Maria - Quem pode perdoar?

Você é nosso convidado para participar da meditação dinâmica e canalização dos Mestres Ascensos da Fraternidade Branca, todas as quartas-feiras às 20h30. Sinta a energia, faça parte desse encontro de amor e luz.
_______________________________________________________________________



Nome Chave: Quem pode perdoar?
Mestre: Mãe Maria
Data: 22/08/2012
Local: Espaço Alpha Lux
Canal: Maria Silvia Orlovas

Transcrição: Patrícia Viégas
Áudio:  ALPHA LUX 31 ANO 14  (mp3)


Quem pode perdoar?

Será que aquele que pode perdoar, é quem recebeu uma grande blasfêmia? Quem que foi traído?

Quem tem o direito do perdão? É aquele que recebeu o mal?

Porque karma, todos vocês têm. A vítima e o algoz, são estados da mesma energia, são as pontas do mesmo fio. Então, hora você será a vítima, hora você será algoz. Mas quem pode perdoar?

Observe o que vem de resposta do seu coração. Quando você se comunica profundamente com o seu Deus interior, Ele pode perdoar. Quando você assumi o seu poder de perdão. Quando ele vem do fundo da sua alma, você diz a si mesmo, ao Universo, ao seu karma, que você não precisa mais sofrer aquele tipo de experiência, porque há em você compreensão.

Quando você perdoa a alguém; quando você perdoa a si mesmo; quando você perdoa o fato de ser pobre, ou de estar desempregado, ou de ter sido traído no amor, ou de ter traído alguém com um ato muito negativo e feio da sua parte... Quando você consegue este perdão, do fundo do seu coração, é porque você sabe que não precisa mais passar por essa experiência. Uma luz vinda direto de Deus, iluminou a sua alma, iluminou o seu coração e te deixou livre dessa experiência.

Mas o perdão, não é o perdão da palavra, ainda que ela possa ser gentil. O perdão tem que vir do seu coração, e de uma profunda compreensão do que lhe aconteceu, uma profunda compreensão daquilo que você viveu.

Perdoe o pai que foi ausente. Perdoe o seu pai, porque com certeza, ausente, malvado, ganancioso, ele estava tão distante de Deus, tão distante desse colo, tão distante da consciência, que não soube ser filho e com certeza não soube ser pai.

Perdoe a doença da sua mãe, a morte prematura, as palavras negativas. Perdoe o colo que ela não te deu. Porque olhe quem ela era, olhe o desconforto dela. Se coloque no lugar daquele que é o seu algoz, e aí sim você sentirá muito, porque você vai compreender, um pouco, quem é essa pessoa, que mundo ela vive, como ela vive.

O não perdão é um ato de profundo egoísmo. Quando você só vê a sua dor, quando você tira as pessoas que você julga ruins, do contexto onde elas vivem, da ignorância onde elas vivem. Você olha pra elas e exige que elas sejam melhores do que são. 

Perdoe o seu irmão. Perdoe aquele que lhe fez mal, aquele que foi maledicente, que falou mal de você, aquele que tanto recebeu de você e te traiu. Perdoe o seu irmão. Porque se ele teve essa atitude tão negativa, que lhe magoou tanto, que te feriu tanto é porque, com certeza, ele estava coberto de confusões, pensamentos negativos, e quiçá espíritos malignos instigando o seu lado negro, a sua sombra. E se vocês nasceram como irmãos, ali está uma grande oportunidade de Deus, de liberar você dois, do sofrimento conjunto.

Perdoe o seu filho, se ele foi embora, se ele esqueceu de você, se ele nunca soube agradecer o carinho que você ofereceu a ele, se ele te desrespeitou, te magoou. Porque as pessoas não são pais e não são filhos ao acaso. Os laços materiais também trazem aprendizado. E se você está na condição de ser pai ou mãe de alguém, é porque ali existe um aprendizado entre vocês. É o momento de ter consciência dessa luz. 

E se perdoe também, porque se você está envolvido em dores muito profundas, normalmente as pessoas se culpam, como se elas falassem assim: Eu não devia ter feito isso! Eu fiz tão errado! Quando eu tinha 20 anos, eu deveria ter feito aquele estudo, aquela faculdade, aquele trabalho, aquele filho... Eu deveria ter dito aquele filho!

Perdoe você mesmo, e lembre-se, que quando você teve os atos negativos que teve no passado, tudo isso foi fruto da sua inconsciência, tudo isso foi fruto da sua falta de amor, de respeito a si mesmo e ao próximo.

Perdoe a si mesmo, porque é a única forma, de você manisfestar o seu Deus. Compreendendo que você erra, que as pessoas erram, que as situações se apresentam com tristeza e com dor. E que ali há o aprendizado.

Perdoe o seu amante, o seu amigo, o seu marido, a sua esposa, o seu ex namorado, namorada. Perdoe o abraço que ele não lhe deu, a ausência de carinho, a ausência de diálogo. Perdoe o egoísmo do outro, a ganancia, a ignorância, a traição. Porque ele está no estágio dele, de evolução. Ele não é você, ele é ele. Mas no momento que você não o perdoa, no momento que você o exige, ele passa a habitar o seu coração, ele passa a ser dono da sua casa, ele passa a viver e usar a sua mente e você deixa de se pertencer, você deixa de ser você mesmo e passa a ser o outro.

Meus amados, ofereça esse perdão. O momento da terra, é o momento de ascensão, e sinônimo de ascensão é libertação.

Está na hora de você pensar em outras coisas. Está na hora de você focar o seu pensamento no amor maior do Pai, na luz maior do Pai. Está no momento de você focar o seu pensamento em Deus, no seu Deus, na manifestação da sua luz. E na força de luz dessa humanidade que está com você, evoluindo em amor.

Eu sou Maria e estou conduzindo o trabalho de perdão na Terra.
Sou uma das responsáveis pela ascensão do Planeta, e cuido de cada um de vocês, com profundo amor.
Sou legisladora do bem e assumo as suas causas.

Se abram ao perdão, voltem a ser donos do seu mundo interior.

É natural que dentro de vocês, muitas pessoas vivam, o seu pai, a sua mãe, o seu filho, o seu amor, as praias que você visitou, as cidades que você conheceu.
É natural, que a sua mente reviva fatos e lugares, mas traga com você apenas as boas memórias, o lado bom, porque essa é a estrada da ascensão.

Pensar bem, fazer o bem, viver em amor.

Tenham luz, tenham paz.

Bênçãos a todos vocês. 

2 comentários :

  1. Perfeito! Uma grande benção! Deus me guiou até aqui hj! Obrigada!

    ResponderExcluir
  2. Talvez um dos maiores dons do espirito é a capacidade de perdoar e esquecero passado negativo, essa seria a força interior da centelha divina.Próprio Mestre Jesus, quando esteve aqui encarnado na Terra, pronúnciava assim: " No texto do livro de Mattiyahu (Mateus) 18: 21 e 22, Kefa (Pedro) questiona quantas vezes devemos perdoar uma pessoa. “Até sete vezes? Responde-lhe Jesus: Não te digo que até sete vezes, mas até setenta vezes sete”.
    enfermedad del corazó n o problemas del ritmo cardiaco acheter cialis During sexual practice, in case you become dizzy or nauseated, or have pain, numbness, or tingling in your chest, arms, neck, or jaw, stop and call your doctor without delay cialis online an actual deformity with the penis such as Peyronie s disease or buy cialis online generic.

    Após a resposta dada a Pedro Jesus conta a parábola do credor compassivo. Relata sobre um rei que resolveu ajustar contas com seus servos. O texto relata sobre um servo que, pede perdão de sua divida, por não ter condições de pagar, e é perdoado pelo Rei. Logo após, outro lhe pede perdão e o mesmo não o perdoa. Leia os versículos 23 a 35.

    O povo de Israel sabia o significado dos números, eles entenderam muito bem o que Yeshua disse. Para nós ocidentais e leigos, ficamos no ar quanto ao significado dessa resposta do Senhor 70 x 7 e essa palavra, é confirmada, através da parábola.

    O perdão é um dos princípios básicos, para um Cristão e para que nossos relacionamentos, como marido e mulher, filhos, parentes e amigos, e credores cresçam na presença de Deus.

    Jesus utiliza da guematria, que é o estudo dos números Bíblicos, para ensinar o que é o perdão, nesse caso vejamos: 70 (significa setenta nações) x 7 (significa totalidade) o resultado é 490; e quando somamos 4 + 9 + 0 é igual a 13. O numero 13 em hebraico significa amor e misericórdia de Deus e não o azar como muitos dizem.
    Fonte:
    http://ministeriobrit.com.br/sistema/index.php?option=com_content&view=article&id=246:perdao&catid=35:claudia-marcia

    ResponderExcluir