quinta-feira, 1 de agosto de 2013

Mestra Nada - Aprendizado



Áudio

Quando eu vivia entre os homens, eu aprendi muito com as experiências humanas. Com as trocas, com os relacionamentos e com as pessoas.

E descobri, na vida espiritual, que esta é a maior dádiva. Aquilo que, enquanto encanados é o maior problema, no plano espiritual é tido como a maior dádiva.

Aprender com as pessoas, aprender com os relacionamentos, aprender com o trabalho, com os colegas... Aprender com aqueles que você ama e aprender com aqueles, que por um motivo ou outro, há um desencontro, uma incompatibilidade.

Nos seus relacionamentos, vocês têm os maiores desafios e as maiores oportunidades de crescimento e lapidação do ego, da vontade, do sentimento e do espírito.

Não tenham medo de enfrentar as mazelas com as pessoas. As Almas se encontram para uma ensinar a outra. Vocês tem uma idéia errada do amor. Vocês tem uma ideia distorcida do romance.

Porque o amor é aquele que faz você crescer. E é a primeira centelha que deve nascer em cada um. Vocês
buscam no outro o amor que deve cultivar em vocês. E é daí que nasce todo o sofrimento. O outro é apenas o outro e o amor é você. O amor está no seu coração.

Por isso, sábio, é aquele que é capaz de amar várias pessoas ao mesmo tempo. Sábio é aquele que se desprendeu da necessidade, da angústia, de apenas um amor romântico.

Vocês podem ter nessa vida, muitos parceiros, amigos, irmãos. E podem sim ter, a bênção, a graça, um encontro espiritual com alguém especial, com alguém que você possa trocar intimamente, outro tipo de experiência. Mas esse não deve ser o foco da sua existência.

Viva por amor. Viva para o amor. Viva para os aprendizados. Viva para a descoberta de você mesmo.

Eu vivi numa cidade, onde as pessoas falavam mal uma das outras. E era uma cidade pequena, com poucos habitantes, com muita pobreza, com muitas dificuldades. Eu era uma mulher.

Eu caminhava todos os dias com aquelas mulheres. Eu conhecia todas elas pelo nome.
Sabia quem era a mãe, o pai, a família... Sabia o que tinha na casa delas e o que não tinha.
E ainda assim, com tanta convivência, com tantos dias iguais passados juntos... Aquelas pessoas conseguiam falar mal uma das outras. Conseguiam invejar, um pequeno sucesso, uns dos outros.

E quando vinha a época do frio, que seria tão mais fácil se todo mundo se ajudasse, colaborasse, trocasse. Cada um se fechava no seu mundo. Cada um se escondia na sua pequena propriedade, guardando a sua pobreza como tesouros.

Aquilo tudo, trouxe muita tristeza ao meu coração. E por mais que eu elevasse a minha alma em preces, quando eu voltava para conviver com aquelas pessoas... A minha vontade era também criticar. A minha vontade era também julgar. A minha vontade era corrigir todas aquelas pessoas, dizendo pra elas que elas estavam erradas. Dizendo que não deveria ser assim. Dizendo que eu tinha, nos meus exercícios espirituais, encontrado um mundo em que as pessoas compartilhavam. Eu queria dizer tudo isso pra elas.

Só que eu sabia que não teria nenhuma aceitação. Que ririam de mim, que os velhos me mandariam me
calar.

Então o que fiz? Não disse. Não expressei.
Porque, sabia que a minha expressão soaria como ruído e não como palavras.

Aprendi o silêncio.
Aprendi a observar muito mais do que falar.
Aprendi a ouvir, muito mais do que expressar pensamentos e palavras.

Foram grandes os aprendizados que tive, nesse intercambio com as pessoas. Aprendizados que quando eu dormia, era levada pro um nível espiritual, que tive a graça de me lembrar.
E lá me diziam assim:
        – Não se importe. Não sofra. Você está aprendendo.

E aquilo aliviava a dor que eu carregava no coração.

Muitas vezes fui repreendida. Espíritos de Luz diziam pra mim:
        – Não julguem! Não julgue aqueles que estão errados! Todas as vezes que você julga alguém, você se prende ao julgamento. Você se prende a experiência e terá de novo, e de novo, e de novo que passar pelo crivo daquela pessoa. Terás que enfrentar, àqueles que mais você critica.

E assim, eu fui evoluindo.
Não me casei porque ninguém queria se casar comigo. Eu era diferente.
Eu não fazia parte daquela energia, daquelas pessoas e daquele lugar. Estava no meu caminho de ascensão. Estava no meu caminho de aprendizado.

Me tornei, quando fiquei um pouco mais velha, Professora. E ali, eu tive com as crianças a oportunidade de passar um pouco daquilo que eu sentia. E percebi que muitas delas, já nasciam com o espirito viciado em críticas, em reclamações, em mágoas e dores.

E aí, para fazê-las mais feliz, eu as abraçava e dizia como vocês disseram aqui hoje:
        – Amo você.
Usei muito este mantra.

Quando nada eu tinha pra dizer, eu me sentava perto e dizia:
        – Eu amo você.

E lidei com crianças que tinham problemas sérios, instintos delinquentes, pequenos potenciais ladrões.
Eu me aproximava deles e fazia aquilo que os meus mentores faziam comigo, nos meus sonhos e nas minhas viagens no astral. Eu olhava nos olhos deles e dizia:
       – Eu amo você. Eu amo você. Eu quero o seu bem. Eu quero te ver feliz.


E não me importava se eles não aprendiam as lições que eu tinha pra ensinar. Se erravam a escrita, se rasgavam os cadernos, se cuspiam no chão.

Eu trazia aquela criança pra um canto e fazia ela se lembrar, que ela era amada. Porque apenas um pequeno ato de amor, que toca um coração de um filho, pode ser toda a diferença de cura e libertação para toda uma vida.

Eu Sou Mestra Nada. E trabalho na Chama Rubi.

Quando vocês potencializam o amor, propiciam que toda a nossa energia se movimente entre vocês. E esse amor, esse sentimento profundo de aceitação do outro como ele é, deve ser trazido pra você mesmo, pro seu dia-a-dia, pra sua família. Eu amo você.

Recebo com amor as flores que me foram ofertadas no altar. Recebo com amor a presença de cada um de
vocês aqui hoje. E me doo com amor.

Tenham paz.

____________________________________________________________

Nome de Referência:  Aprendizado
Mestra: Nada
Data: 31/07/2013
Local: Espaço Alpha Lux
Canal: Maria Silvia Orlovas

Transcrição: Patrícia Viégas
Áudio:  ALPHA LUX 26 ANO 15 


34 comentários :

  1. Ouvi essa mensagem ontem... acho que precisa ouvir tudo isso ontem. Encarar cada pessoa como um aprendizado não é fácil.

    "Aprendi o silêncio.
    Aprendi a observar muito mais do que falar.
    Aprendi a ouvir, muito mais do que expressar pensamentos e palavras."

    Essa parte foi a que mais bateu em mim!
    "Você se prende a experiência e terá de novo, e de novo, e de novo que passar pelo crivo daquela pessoa. Terás que enfrentar, àqueles que mais você critica."

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Guilherme,

      Como você é inteligente. Gosto de ver seus comentários.
      Desejo que você consiga colocar em prática tudo o que sua mente já compreendeu...
      Aliás esse é o maior desafio de todos nós.

      beijos,

      MS

      Excluir
    2. Obrigado pelo elogio MS. Sou e serei sempre grato aos Mestres e a vc! Até mais... vamos ver se já nesse mês, consigo voltar a frequentar o grupo de meditação. bj

      Excluir
  2. E tudo se resume ao amor....amor por vc próprio...amor para com as pessoas, não importa se amigo ou nem tanto assim, amor até perante o sofrimento, pois ele trouxe consigo algum aprendizado... O amor transmuta toda e qualquer situação....Amo vocês família Alpha Lux

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida Vanessa,

      Saudades de você também.
      Você é muito doce.
      Continue abençoando a vida e encarando o seu momento com amo,r e tudo dará certo.

      MS

      Excluir
  3. Chorei com relato de Mestra Nada...só isso...

    ResponderExcluir
  4. Tenho afinidade com o Sexto Raio Rubi. Descobri em Dezembro/Janeiro2013,qd senti uma cede de aprender mais sobre o Relogio Cosmico. Ja fasso parte da Fraternidade Branca- Grupo Ramatis/Toronto .Sou terapeuta holistica, do mes de Agosto, e tenho curas com as maos (energia) Nossa cada vez mais quero aprender, e foi atraz do Relogio Cosmico que cheguei no livro os DOZE RAIOS, e amei conhecer vc Maria Silvia. Repito tenho muito que aprender....Jesus/Nada sao os Mestres do amor incondicional

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Elza,

      Fico feliz em fazer parte da sua caminhada.
      Muita luz amiga,

      MS

      Excluir
    2. Precisei vim para Toronto , para conhecer a Fraternidade Branca.
      De volta ao Brasil em outubro, espero poder participar dos seus curso, escolhi seu espaco pra continuar a caminhada , na nossa biblioteca tem varios livros seus e o mais novo DOZE RAIOS. O nosso grupo tem uma afinidade com vc e seus livros .Obrigada vc pela sua Luz!

      Excluir
  5. Essa mensagem me chegou em meio de uma confusão da qual me encontrava e para mim foi perfeita para que eu retornasse ao meu Eu verdadeiro. Pois muitas vezes me sinto muito diferente e as coisas do mundo não me atraem, me sinto mais feliz lendo, estudando, meditando. Sou um Numero 9, e desenvolver o amor é tudo para mim.
    Sou terapeuta Holística moro Em Florianópolis.
    Lenita

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. lenita,

      Fico muito feliz em ajudar.

      beijos linda,

      MS

      Excluir
  6. Como é difícil Mestra, como é difícil o aprendizado desta lição...me dê forças pra que eu possa continuar caminhando sem cair, pq confesso estou cansada...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marinez,

      Coragem.

      Tudo está em eterna mudança, vamos na luz.

      MS

      Excluir
  7. Texto muito sábio.
    Adorei a frase: não julgue! todas as vezes que vc julga alguém, vc se prense ao julgamento, terás que enfrentar aqueles que mais vc critica.
    Mais amor, mais silêncio, menos julgamento!
    Adoro a Amada Nada.
    Depois que virei mãe, sou devota da Mãe Maria, Mestra Nada e Kwan Yin.
    Quanta luz e entendimento trazem estas canalizações.
    Amo muito tudo isto!
    Luz, Tati.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tati essa deve ser nossa postura:
      Mais amor, menos julgamento.

      Beijo da MS

      Excluir
  8. Tão feliz quando vejo o Caminho, uma luz indica por onde trilhar... Quero muito chegar a este ponto, de comunhão com o outro. No momento, vivo destoantes comigo mesma, desencontros... mas estou lutando para enfrentar meus desencontros, meus atropelos. A palavra de ordem, para mim, é coragem! Preciso, e quero me sentir digna de poder sentir coragem. Eu posso. Paz e Bem, Leila Amorim.

    ResponderExcluir
  9. Lindo demais!!!!!Obrigada.....me conectei com essa energia, que lindo!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Claudia,

      Acompanhe sempre os posts.
      As mensagens ajudam muito.

      MS

      Excluir
  10. Aqui em silêncio, sinto as palavras... Beijos, com carinho.

    ResponderExcluir
  11. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  12. Adorei este texto, e como nada acontece por acaso, veio me confortar num momento em que tenho de tomar uma decisão importante.
    Por vezes em nosso caminhos, suplicamos para recebermos algum tipo de sinal: através de um sonho, uma revelação. E por vezes estamos num momento tão aflito, cheio de ansiedade que não conseguimos enxergar os pequenos sinais que a vida nos traz.
    Adorei a frase: "Nos seus relacionamentos, vocês têm os maiores desafios e as maiores oportunidades de crescimento e lapidação do ego, da vontade, do sentimento e do espírito."
    Não adianta querer nos fecharmos para as experiências que a vida nos traz na esperança de sofrermos menos, precisamos no expor pois é com a troca é que evoluímos, e não há troca se estamos sozinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Talita,

      Para viver é preciso coragem e amor como ensina o texto.

      beijo da MS

      Excluir
  13. Linda mensagem! Lindo texto, amor amor amor! :)
    Obrigada!

    ResponderExcluir
  14. Amar por amar, difícil, mais se estamos aqui para evoluir temos por obrigação nos melhorarmos. Cada dia que passa estamos sendo levados a esse sentimento tão puro e que irá nos salvar.Não é a toa que Papa Francisco está aí!!!!!Peço a Deus e aos Mestres que nos ajudem nessa caminhada e nos façam perceber a cima de tudo que se olharmos primeiro para nossos atos o que vier depois será o lucro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leda,

      Aprendi que não devemos esperar os frutos da ação...

      Amar por amar, funciona.

      Beijos linda,

      MS

      Excluir
  15. "Não tenham medo de enfrentar as mazelas com as pessoas. As Almas se encontram para uma ensinar a outra."
    Lindo ensinamento...somos almas em ascenção e todos temos a aprender e a ensinar e essa troca nos torna cada vez mais humanos...Mestre Nada uma luz a conduzir para a elevação...OBRIGADA!!! Bjs, Lidia

    ResponderExcluir
  16. São verdades, são fatos, mas como é difícil exercermos isso... Eu me vigio, mas às vezes, faço comentários a respeito de pessoas, como uma opinião, mas percebo essa importância: a de crescer em amor... do perdão, da compaixão, principalmente do amor próprio... Estou aprendendo muito com os relatos. Gratidão...

    ResponderExcluir