quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Maria Padilha - Não tenham pressa no amor




Áudio
Não tenham pressa no amor.

O Amor deve ser alimentado todos os dias, como uma construção; feito em etapas, construído com as lágrimas, com os sorrisos, com as aragens frescas e com os dias obscuros. O Amor é uma construção.

Quando as pessoas têm pressa em construir o Amor, naturalmente elas se enganarão, porque pegarão a paixão e colocarão a paixão para dar o sustento a uma construção.

E a paixão mais efêmera que os ventos, mais sedutora que um raio de Sol e mais frágil que uma gota d’água... Em pouquíssimo tempo se evaporará. E ali, se ela estiver colocada em sua vida para dar o sustento a sua alegria, a sua felicidade, você não terá nenhuma casa para sentir vazia. Você não terá nada.
O Amor, entre os irmãos é construído como o Amor entre irmãos. Com limites, porque os seus braços, as suas mãos só devem ir até onde eles alcançarem.

Compreendam o por que das coisas, compreendam o tamanho do Amor.  No seu coração ele pode ser imenso, como um grande Sol, uma grande chama. Mas, no mundo, ele tem os limites que as relações se impõem.
O Amor entre homem e mulher; tão querido, tão esperado, tão desejado, tão temido. Este é o Amor que deve conter todos os outros tipos de amor. Porque, se aquele que está com você, não for seu amigo, sua amiga, seu parceiro... Então, ele também, não te amará. Não acredite naquele amor que apenas quer o lado Bom.

O Amor, entre um homem e uma mulher é um amor que realmente pode crescer, se transformar, mudar, se associar. Permitir que esses dois se tornem Um no amor. E acolham outras pessoas e constituam uma família e ajudem os outros.


Façam, apostem a energia no Amor construído.  Mas acima de esperar de alguém, construam esse Amor em si mesmos. Se reconhecendo como seres bons, como pessoas amáveis, como pessoas gentis, como pessoas fortes, como pessoas que têm uma verdadeira potencialidade.

Muitas vezes, eu me deixei levar pela paixão, acreditando que a paixão era Amor. E sofri muitas desilusões, hoje vejo que não precisava ser assim. Que eu poderia ter dado tempo ao tempo, ao tempo ao Amor.

E se talvez eu tivesse dado tempo, para que o Amor fosse construído, não teria visto as paredes se desmoronarem. Não teria me sentido tão sozinha quanto eu me senti.

E naquela época em que me sentia sozinha, o que fazia era chorar e mau dizer o meu destino. E com essas atitudes, eu provocava pra mim e pra minha vida ainda mais sofrimento, ainda mais dores, ainda mais raivas e desilusões.


E foi um caminho muito obscuro, o caminho da falta de Amor...

E apenas, quando houve em mim uma explosão espiritual, uma força de elevação espiritual... É que compreendi que poderia, que deveria entender o Amor dos amigos. Sentir o Amor das crianças. Compartilhar o Amor com os familiares. Cultivar as minhas relações afetivas com meus irmãos, com meus amigos. Ouvindo as pessoas, falando menos, sentindo mais.

E foi um grande Despertar da minha Alma. Porque, enquanto estive focada apenas no amor-paixão, uma paixão que não se desenvolveu, não se purificou e não se transformou em Amor... O sofrimento foi intenso.

Por isso, hoje, eu posso falar a vocês de um Amor mais profundo.
Aprendi, que se o Amor é verdadeiro, ele pode ser construído, fortalecido. E que as paixões têm lugar neste mundo, como um fogo que arde, como um impulso que chama, mas, elas não se sustentam.

A única força de real sustentação é o Amor. A paixão pode servir para ensinar, para fazer crescer, para ajudar na descoberta do caminho da Força.

E neste momento, estamos colocando no coração de cada um de vocês, o sentimento de tranquilidade, a respeito do Amor.

Pra que cada um de vocês permita que o Amor floresça, que o Amor cresça, que o Amor se construa. Não tenham pressa no Amor. Construam através dessa Força interior. E a vida lhes trará de retorno muitas situações amorosas e boas.

A serviço da Elevação Espiritual. Eu Sou a Guardiã, Maria Padilha.

E estive aqui, com a autorização dos Mestres para atuar na cura do Amor, para atuar na elevação do sentimento do Amor.

Aprendam. Cultivem. E façam crescer e se fortificar a Força do Amor.

Tenham Paz.


_____________________________________________________

Nome de Referência: Não tenham pressa no amor
Mentora: Maria Padilha
Data: 06/11/2013
Local: Espaço Alpha Lux
Canal: Maria Silvia Orlovas
Transcrição: Patrícia Viégas
Edição: Diogo Guedes
Áudio:  ALPHA LUX 40 ANO 15

 

36 comentários :

  1. Que bonitooo, estava com saudade do rosa....do amor!
    Adorei essa mensagem...é assim que começo a me sentir!
    Hoje vejo que todos os meus envolvimentos estiveram longe de ser amor...um amor como um dia pensava existir, com companheirismo e tranquilidade.
    Penso exatamente como Maria Padilha...e vejo o que quero hoje, ao ponto de me libertar definitivamente de qualquer engano emocional! Mais especificamente hoje, sinto um quê de transmutação de alguns enganos. E já havia assumido inclusive a uma pessoa qual minha postura diante de paixões.
    Posso estar errada, mas, vejo a paixão como um nome que esconde nossas escravidões enquanto ainda não estamos libertos para o verdadeiro amor! No verdadeiro se cresce junto e não se submete a paixões outras porque já se amadureceu em si. Somente surgindo de uma pessoa madura! E estou amadurecendo nesse sentido...agradecendo e vivendo cada fase, aceitando que tudo se sucede para que eu chegue ao ponto essencial de mim mesma!
    obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida Thalita,

      É muito importante essa tomada de consciência, mas vamos seguir com fé num amanhã mais feliz.

      MS

      Excluir
  2. Se fosse uma só palavra: Obrigada! A mentora de luz Maria Padilha e Maria Silvia Orlovas que se coloca a disposoção como um canal dessa luz!
    Abraço, Roberta.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Roberta,

      Hoje tem mais uma canalização.
      Vamos na luz querida.

      MS

      Excluir
  3. As canalizações de Maria Padilha passaram a ser minhas preferidas! Só perdem para as de Miguelito querido. rs... Sempre me tocam muito!

    MS, obrigada!

    Beijos,

    Sua dançarina.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida Alexsandra,

      Acho que com nossos amados mentores não tem concorrência...Acho que eles ficam felizes em nos ajudar.

      MS

      Excluir
  4. Acompanho o blog diariamente e espero toda quinta-feira pelas canalizações, em especial as da Maria Padilha que trazem valiosos ensinamentos sobre o amor! Gratidão Maria Silvia por compartilhar com quem está longe as canalizações através do seu blog que se tornou na minha vida um canal de luz! Um grande abraço Vanessa Rodrigues

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vanessa fico muito feliz em ter vocês por aqui.
      Faço do blog uma obrigação, mas com muito carinho.

      beijo da MS

      Excluir
  5. linda mensagem!!!!!estamos aqui pelo amor divino e incondicional...não podemos esquecer de cuidar dele dentro de nós!!!É o que nos sustenta! bjsss MS

    ResponderExcluir
  6. O amor que basicamente encontramos aqui na Terra, é o amor apego. Aquele que aprisiona, aquele que não deixa a pessoa ser livre, ser o que ela é, desenvolver o seu potencial. As pessoas confundem a possessividade e o ciúme com amor. O amor puro, não tem nada a ver com os nossos medos e inseguranças. O amor deixa fluir, deixa solto, liberta, deixa vc desenvolver seus talentos. Vc cresce e soma no convívio com o outro. Como bem disse a Thalita. O grande barato do amor, é que este sentimento que nutrimos por alguém, é muito maior do que as qualidades e falhas desta pessoa. Este amor, nos possibilita ver o outro real, ver seu lado luz e seu lado escuro. Sem máscaras e personagens. E ainda assim, amarmos esta pessoa. A paixão é efêmera e vê o outro, de forma idealizada e perfeita. Só os anos de convívio, que vai se descortinando a pessoa real. O amor é construído ano após ano. Nesta fase, não há mais aquele friozinho na barriga e avassaladoras emoções. O que há, é a cumplicidade, amizade, respeito, projetos de vida, família, muita renúncia, muita calma, muita tolerância. É nas relações que colocamos a prova nossa raiva, nossa calma, nossa luz e nossa sombra. Querer estar junto e com harmonia, é um investimento diário. Vale dizer que não existe casal perfeito. Existe o querer construir uma vida junto. Ora com sol radiante, ora com trovões. Passando a tempestade, vem a calmaria. E assim, depois de longos anos, existem fases ótimas de convívio, existem fases piores. Mas o amor está ali. O projeto de vida a dois está ali. O querer estar junto está ali. O respeito está ali. Assim, vamos vivendo um dia de cada vez. Maria Padilha teve muitas desilusões no amor e sabe por experiências próprias, que o amor apego e a paixão cega, só desmorona paredes. Hoje, ela vêm a nós, para nos ensinar a Força do Amor Puro. Bonito. Adorei a assinatura com aquela borboleta no fim.
    Vamos no Amor Desapego, Luz, Tati Fpolis

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gostei muito do seu depoimento.
      Concordo plenamente.
      E é tão bom estarmos maduros e conscientes quanto a isso não é mesmo?
      Namaste!
      Nathalia LOmba.

      Excluir
    2. Adoro seus comentários tbm Tati Fpolis!!! adorei este por sinal!!! Lindo!!!
      Beijosss e obrigada!!!

      Simone Verzola (Floripa)

      Excluir
    3. Sabem meninas, acho que nenhum relacionamento vem pronto, nem nós estamos prontas...
      Vamos aprendendo com a vida, com as pessoas, e principalmente com a vida espiritual, com as orientações dos mentores.
      estamos aqui para crescer.
      Coragem.

      MS

      Excluir
  7. Acho que estou aprendendo a não ter pressa no amor. Claro que todos anseiam por um amor que nos acolha, que nos compreenda; talvez, a melhor maneira de acalmar essa pressa e se doar em amor, para si mesmo e para os outros que naturalmente o amor irá chegar; verdade verdade, ela já está aí, em nós. Apenas precisamos reconhecer tudo isso. Claro que isso posto em palavras é fácil, mas, é um exercício de todo dia...
    Namastê.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querido Guilherme,

      Com certeza é um exercício diário.
      Beijo da MS

      Excluir
  8. Sempre precisamos de mais amor a vida sempre nos oferece mais e mais ...
    Linda mensagem...obrigado por viver e compartilhar amor uns comos outros obrigado viva a vida ...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amigo, amiga, você não deixou o seu nome...
      Beijo da MS

      Excluir
  9. Muito bonita a mensagem!!! Aprender a amar: uma grande missão!
    Beijos e obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marcella,

      Com certeza persistir no amor..
      Beijo da MS

      Excluir
  10. Simplesmente divina Salve Rainha Maria Padilha sempre nos ensinando!!!!

    ResponderExcluir
  11. Maria Padilha S2. Tenho aprendido muito desde que acompanho as postagens do Blog.
    E as postagens que mais me encantam são da Maria Padilha. Posso observar a paz e aceitação que evoluir em meu ser ao ler todos esses ensinamentos. Muito Obrigado pelas palavras M.S beijo fique com Deus.

    ResponderExcluir
  12. Parece que foi para mim a mensagem....
    estava sofrendo, estava desiludida...mas entendi que as coisas tem seu tempo, como uma receita de bolo que demora o tempo certo para assar...
    Estou feliz por receber essa mensagem...
    Muito obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Di,
      Com certeza temos muito o que aprender.
      Beijos querida
      MS

      Excluir
  13. Eu não perco nenhuma mensagem de Luz, acompanho todas as postagens, sinto orgulho tive a oportunidade de conhecer a Maria pessoalmente, tirei uma foto com ela que me faz lembrar desse encontro gostoso..... TE AMO MARIA!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Elveni,

      Obrigada pelo carinho.
      Fico feliz em ter você por aqui no blog.

      MS

      Excluir
  14. O amor, para mim, vinha sempre com um tempo... Relacionamentos, frustrações, doações, mágoas e infelicidade... Há dois anos, reaprendi sobre o amor. Vivo em um relacionamento que cresce a cada dia... Eu só percebi que era possível, quando percebi que eu tinha que me amar primeiramente... E a cada dia aprendo sobre isso... Me amar, não é usar a roupa mais interessante ou acessório, nada externo... mas uma capacidade de me perdoar, de me perceber, de me sentir... A cada dia desperto algo que não percebia antes... e isso me permite compreender este amor que tenho pelo meu companheiro, família e amigos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Patricia,

      Muito bacana este seu depoimento. Você está colocando em pratica aquilo que sabemos ser importante.

      Beijos e boa sorte.

      MS

      Excluir
  15. Querida Maria Silvia e Maria Padinha, esta Maria Madalena que leu a bela mensagem 2 em 1 de vocês, diz que tentará colocar em prática esse exercício de vida. Obrigadaaaaaaaaaaaaa, amei S2 S2 - beijos.

    ResponderExcluir
  16. O amor é incondicional em sua plenitude.
    Infelizmente muitos de nós ainda não aprendemos a manifestá-lo da forma como ele realmente é.A ideia do amor romantico desenvolvida através da midia,infectou a nossa sociedade. É muito bom estarmos espiritualizados e conscientes do que é buscar em nossas vidas o verdadeiro amor. Uma luta muito difícil,devido há tantos falsos sentimentos do nosso ego,mas para nós que estamos despertos vamos na luz,aprendendo a combater dia após dias todos os enganos,e viver o amor em toda a sua plenitude,com nosso cônjugue ,familia,amigos, e todos os nossos irmãos na caminhada.
    Nathália LOmba

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nathalia,

      Com certeza já estamos aprendendo como trilhar esse caminho.

      Beijos linda,

      MS

      Excluir
  17. Queria ler algo sobre mulher com a saúde debilitada, tipo câncer de mama. Será alguma mágoa não resolvida?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vanja,

      Com certeza nosso corpo manifesta nossas dores emocionais. Nada é assim tão simples, tão linear. Claro que existem muitos fatores para manifestar uma doença.
      Acho que precisamos sempre aprender mais com o amor. E é aí que entra a força da espiritualidade.
      Precisamos nos abrir para este aprendizado.

      Beijos e boa sorte,

      MS

      Excluir